fbpx
Janelas Abertas Para Sorte Entrar
On junho 18, 2009 | 3 Comentários

Revirando memórias nessa agradável manhã de primavera, deparei-me mais uma vez com as palavras carinhosas de alguém que estimo muito e que se aproximou depois de tê-la reencontrado na rede social e que, no passado, viajara muito ao meu lado no Volkswagen Voyage 1981, numa época de efervescente juventude. E, com a devida autorização, registro aqui o meu agradecimento e considerações ao carinho recebido, que fizeram sentimentos de otimismo e alegria novamente florescerem em mim, perdurando no espaço e no tempo.

“Sinceramente, fico sem palavras e muito orgulhosa de saber que você publicará o texto que te enviei. Saiba que meus elogios a ti são sinceros. Adoro a forma como você escreve. Acho todos os teus textos de uma sutileza, uma leveza gostosa, que acaba envolvendo quem os lê em uma atmosfera encantadora. Mesmo quando eles são um pouco tristes ou saudosistas, ainda assim são cheios de verdade. Por isso, me sinto muito feliz em saber que outras pessoas poderão saber do carinho que tenho por ti. Quanto aos teus sentimentos, queria encontrar palavras para te acalentar, mas, às vezes, elas me faltam. Esse coração, que bate dentro desse peito, pode estar sentindo saudades de alguém. Você nunca foi do tipo que vivia sozinho. De uma forma ou de outra, você sempre estava com alguém morando dentro dele. Mas essa angústia que a gente sente, se é que angústia é a palavra certa, e esse aperto no peito que parece sufocar ainda mais nesses dias frios, são comuns aos corações que amam. Casamentos, vida a dois, e todas essas coisas não significam que a gente seja completamente feliz, viu?! Acredite, muitas vezes encontro em seus textos uma grande energia para respirar fundo e continuar. De certa forma, estou reaprendendo a viver. Saiba que da mesma forma que no passado, hoje você também faz parte dessa nova fase. É muito engraçado, mas agora que você está há muitos quilômetros de distância, consigo te sentir mais perto do que antes. Talvez porque tenhamos amadurecido ou porque estamos quase chegando à melhor idade — a dos 40. Tá bom, vai demorar um pouco. Mas quero que saiba que tudo o que seu coração está pedindo é atenção. Você precisa ser nutrido por um sentimento que invade e toma conta, que faz você andar de pés descalços em dias de chuva e de casacão em dias de sol. Que faça você cometer loucuras sem ter medo das consequências. E, se ele está sentindo falta de alguém em especial, é porque sabe que pode ser correspondido. Ele não seria louco ao ponto de sentir falta de alguém que também não nutra o mesmo sentimento por ele. Essa pessoa já sabe disso, que está fazendo falta nesse momento da sua vida. Se você não falou ainda pra ela, fale agora mesmo. Não planeje nada em especial, não deixe para amanhã, não tenha medo ou vergonha. Sabe por quê? Amanhã pode não existir. E você nunca terá tido a chance de dizer a ela o que sente. Isso não é justo nem com você nem com o seu coração e muito menos com essa pessoa que tem o direito de saber que você sente falta dela. Amigo querido, é muito bom saber que somos importantes para alguém; que fizemos diferença na vida de alguém. E com certeza ser importante para você é maravilhoso, por isso fale para esse alguém. Conselho se fosse bom, não se dava, se vendia. Faça o que eu muitas vezes não tive coragem de fazer… fale! Se eu estivesse aí sabe o que faria? Passaria em uma locadora para pegar um monte de filmes bem antigos, tipo “Antes que Termine o Dia”, “Outono em New York”, “Diário de Uma Paixão” e abriria todas as janelas da casa para o sol entrar. No meio da sessão, teríamos direito à pausa paro o café e para enxugar as lágrimas das muitas risadas das nossas caras de bobos. Teríamos um dia para fazer nada, a não ser aproveitar a companhia um do outro. Afinal, somos mesmo românticos assumidos, graças a Deus”.

Comentários: 3
Vivi Publicado em junho 18, 2009 às 1:12 pm   Responder

Quero destacar dois pontos: “Casamento não significa que a gente seja completamente feliz”. “Não planeje nada de especial, não deixe para amanhã”. Grande verdade, algo que tenho tentado aperfeiçoar com o tempo e com experiências. Posso participar deste dia de folga? Kiki… Fiquei imaginando, seria uma delicia! Grande beijo amigos.

Junior Publicado em junho 19, 2009 às 7:05 am   Responder

Que texto lindo… iluminou o meu dia. Este texto é uma forma concreta e gratuita do carinho da Jaque por você… que sorte a sua. Joseph, às vezes é preciso aprender a perder, a ouvir, a falar sem nada dizer, a esconder o que mais queremos mostrar, a dar sem receber, sem cobrar, sem reclamar, mas às vezes é preciso falar, dizer tudo o que se tem a dizer, não ter medo de dizer, dizer aquilo que mais se quer dizer, limpar a alma e prepará-la para um futuro incerto. Te adoro.

Jaque Adrian Publicado em junho 19, 2009 às 1:32 pm   Responder

Uffaaa!!! Vc quer me matar do coração?! Fiquei surpresa em ler publicado em seu BLOG meu e-mail, e mais surpresa ainda por perceber que as pessoas que leram tbm compartilham dos nossos sentimentos. Tentei te acalmar o coração e recebi uma bela homenagem, pois saberque vc leu e que pubçlicou algo assim e ter certeza que vc gostou. E isso pra mim é muito importante. E o nosso dia de folga, pode ser sim divido com a Vivi e com quem mais tiver o mesmo desejo em comum…Que vc seja feliz em todos os dias de sua vida. Bjos e muitaaaaa saudade.

Comentar

  • Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Mais publicações